Saturday, June 06, 2009

E por dentro...

Calor do caralho e eu deitado neste quarto, longe demais do ventilador para ligá-lo com o dedão do pé, sem forças para levantar e talvez, vento não faça o menor sentido agora. O suor se enrola nojento e grudento nessa massa de músculos e pelos que eu estou me tornando. Não fiquem felizes, posso ter ganho massa, mas por dentro ainda estou vazio como o saco de pão que parei de comer.

As vezes eu queria ir derretendo no calor infernal dessa cidade. Ir embora com o meu suor, sumir no meu colchão.

Dias frios me fazem mais feliz e eu saio por ai sorrindo, feliz da vida enquanto eu tomo um banho de chuva e as pessoas me olham assustadas, porque agora tem um louco na novela idiota. Não se pode mais nem ser louco nesse mundo.
A minha ultima lembrança boa foi a pior merda da minha vida. A minha ultima vontade foi a pior pessoa da minha vida. Depois daí tudo parou. Coração de pedra, alma em pó e bíceps. Só. Mais nada.
Maldito ventilador longe demais! Calor do caralho.

Acho que as pessoas perderam o senso de luto. O avião caiu, e eu não vou falar nisso, foi realmente horrível. Mas agora elas criam uma comunidade no orkut e tudo esta bem. Não. Não está. Se eu morresse em um acidente eu não ia querer um bando de otário sorrindo na foto e com LUTO no nome. Tomem no cu!


Nenhuma Vontadue. Meu violão me olha de um das quinas do meu quarto e eu fico pensando em ir lá e extravasar nas cordas dele. O nome dele é Gustavo e eu o amo, apesar dele achar que eu não demonstro.
Pego no meu pau pra ver se pelo menos me dá uma vontade de bater uma punheta. Tem meses que eu não aparo os meus pentelhos. Ele se encontra ali. Diminuto em sua vergonha, emaranhado e perdido assim como eu. Ele não reage. Eu também não. Deixa quieto.

O mundo é sem graça demais pra tentar bater uma punheta. A vida é desinteressante demais para que se pense em aparar pelos indesejáveis. Deixe tudo do jeito que está e apodreça na sua cama, nesse abafado infernal que é essa cidade. Talvez alguém crie uma merda de uma comunidade pra dizer que sente muito pelo garoto que derreteu e virou uma bola de pentelho suada.

As pessoas terminam namoros na terça e estão bem na sexta. E eu os admiro.
A minha lembrança mais recente eram os pelos que eu queria. A vida que eu quis com aqueles pelos.

Dormi e comecei a babar no travesseiro depois da segunda lágrima. Sonhei com uma piscina.

17 comments:

Paulo Braccini said...

"O mundo é sem graça demais pra tentar bater uma punheta. A vida é desinteressante demais para que se pense em aparar pelos indesejáveis. Deixe tudo do jeito que está e apodreça na sua cama, nesse abafado infernal que é essa cidade. Talvez alguém crie uma merda de uma comunidade pra dizer que sente muito pelo garoto que derreteu e virou uma bola de pentelho suada.

A minha lembrança mais recente eram os pelos que eu queria. A vida que eu quis com aqueles pelos.

Dormi e comecei a babar no travesseiro depois da segunda lágrima. Sonhei com uma piscina."

enfim, é neste contraditório permanente que construímos nossas vidas e para ela damos o sentido que desejarmos, sem qualquer importância ao que outros pensam (pensam?) ou falam (e como falam!)

fodam-se todos nós os "pau no cu" continuaremos nossa caminhada até o fim, qdo com certeza, nos tornaremos um ser derretido amante de um ventilador e que punheta as cordas de um violão...

bjux

;-)

O Pequeno Diabo said...

necessitei dizer: eu amo isso aqui!

Gusta Fernandes said...

ri muito com o post.

A parte da bola de pentelho suada foi a melhor! kkkkk³

Também prefiro o frio, calor é uma grande merda na vida de qualquer um.

Quando li a parte da preguiça de ligar o ventilador com o dedão do pé eu me vi. kkkk³

Comunidade no orkut como homenagem é ridiculo... uma grande putaria!!!

Venho mais vezes aqui! Gostei pakas do seu blog!!!

Até mais!!

Abraço.

Gato de Cheshire said...

Vc é realmente muito bom.. Não deveria derreter... Não deve derreter.. Tem um monte de gente derretivel... Vc n é uma delas....

Lembrei de uma música... Canudinho... conhece???

"Se eu tivesse um canudinho, eu chupava você
Pra dentro do meu mundinho, pra comigo viver, pra comigo viver
Se eu tivesse um canudinho, eu me enchia de você
E acabava com o vazio, o vazio de viver
Se eu pudesse te liquefazer, eu te bebia até ficar de porre
Você me embebeda, você me enlouquece
Ai meu Deus, como você pode ?
Se eu tivesse um canudinho, eu chupava você
Pra dentro do meu mundinho, pra comigo viver, pra comigo viver
Se eu tivesse um canudinho, eu me enchia de você
E acabava com o vazio, o vazio de viver
Se eu pudesse te liquefazer, eu te bebia até ficar de porre
Você me embebeda, você me enlouquece
Ai meu Deus, como você pode ?"

Gabriela said...

a vida e suas insignificancias e todo mundo achando td lindo, enqto o mudo desmorona.tô farta de tudo tb

bjo

Paulo Braccini said...

tem um meme para vc no http://paulobraccini-filosofo.blogspot.com . é um meme diferenciado pois é um meme de denúcia ... se rolar de pegar, legal ... se não, legal tb...

bjão

;-)

Cain Sodom said...

Afe, venha aqui e vamos tratar desse amor bandido! Hehehe.

Quanta falta de vontade meo deus! Mas eu sei que tudo isso é o calor! E como deve ser quente ai - credo. Tb prefiro o friozinho...

Quanto a massa modorrenta de pêlos. Afe, nunca quis e continuo não querendo. Fico besta com a minha anormalidade. Veja bem, eu nunca quis ter 18 anos, nunca quis os pêlos, nunca quis ter barba, nunca achei interessante... Mas infelizmente, tudo é inevitável (exceto para alguns privilegiados com a falta de pêlos) Hehehe

Philip Rangel said...

Eu mesmo prefiro o fio tmb..nao muito calor e nem tao frio.....hehehe

gostei do ababr q vc falou..koapkaa


abraçao

Matheus Macedo [мм] said...

Cara, tá ligado que eu adoro seus posts, de admiro pacas.

Aqui táh um frio do cão, e olha que eu adoro frio.

Apara os pelos, faça a barbaand move along, chega de depressão.

Aproveite-se dos descuidos do roteiro da vida.

;D

Mauri Boffil said...

terminei na segunda... e não pretendo voltar

Henrique Monteiro Alive said...

Aproveite para nadar. Passe da piscina ao oceano, pode ser que encontre os corpos... mas não deixe que os pêlos entupam os ralos. É perigoso não poder voltar.

Gay Alpha said...

Brunãooooo!!!!! Rendeu novos amigos a entrevista, então? Que bom!!! Bom encontrar gente maneira no blog de um cara maneiríssimo!!!! Valeu, man!!! Te respondo o e-mail na sequencia!!!! Hugzzzz!!!

Arsênico said...

Nossa... vc sou eu?... eu sou vc?... estamos empatados... desde os pelos suados até os pentelhos desgrenhados...

Essa vida realmente é desinteressante demais...

***

brenda h. said...

Apesar de seu tom cômico de sempre, acho que piada alguma conseguiu apagar a tragicidade desse teu post. Acho que nesse calor interminável toda a gente se sente um pouco assim, mas poucas querem derreter e sumir. Gostei muito da parte sobre a queda do avião - é incrível como as pessoas conseguiram banalizar até mesmo o luto, agora virou subnick de orkut e de msn. Achei que pessoas de luo gostariam mesmo é de se distanciarem, sofrerem caladas, e não fazer com que todos as questione "quem morreu?". Mas isso é só uma impressão, nada demais...

Ah, sinto sua falta diversas vezes.
Beijo, Mah.

raph. said...

Pior são as pessoas pró-acaso, como eu, que às vezes se perdem numa inércia periódica. Difícil sair!

Ah, atualizei.
;)

Tanta Coisa! said...

Só uma coisa: Do caralho. Este post vale uma boa punheta! rs.. Bj

Cais da Língua said...

Queria saber escrever que nem vc!
fato
=*