Sunday, February 27, 2011

Eu sou.

As verdades sobre mim não são nada bonitas.
Os personagens já infinitos agora se desonhecem, as personalidades entraram em conflitos, é anunciado o bug do milênio; dimitri entra em cena.

O carnaval enche o país de uma felicidade que não é a minha, em tempo: quatro dias de folga, cerveja e cigarros, se Deus quiser me lembrarei de correr e não viro uma almôndega.

Joker smile on my face.

Nada é meu. Algo, neste mundo precisa voltar a ser secreto. Preciso de segredos, preciso de mistério. Preciso que alguém precise me descobrir.
Vamos encher o mundo de dúvidas de novo.

Hoje, se você quer aparecer, seja completamente normal. As pessoas ficarão confusas e se perguntarão o que aconteceu com você. Não se vista de nada, não use maquiagem, apenas leia e saiba francês (sempre bom para emergências, um dia você vai precisar)

15 anos depois estarei raquítico e barbudo. Me encontrarão nas montanhas, usando farrapos e me alimentando de insetos, frutas, chá de ervas e pequenos animais. As pessoas farão perguntas e eu não saberei respnder. A luz machuca meus olhos e eu só quero dormir.

Nada disso importará nas montanhas. Apenas eu e os animais. Não sei se levarei livros ou um violão. Acho que eu me basto.

Hoje todas as pessoas estão voltadas para fora. São pequenos fragmentos se espalhando pelo mundo em bilhões de bits encriptados pelo mundo da web. As coisas ficaram confusas para o nosso pequeno herói.

Não me lembro da última vez que conheci uma pessoa que simplesmente queria ser alguém na vida. No meu tempo isso era bom, hoje já não é mais nada. Ser alguém hoje em dia requer um grande sacrifício e muitos seguidores.

Lutem por suas cantoras falsas e esqueçam seus ideais! Continuem achando que poucas coisas são o bastante para assegurar sua dignidade. Continuem, não nos importaremos.

As verdades sobre mim estão ocultas.
Ninguém sabe quem eu sou, apenas um personagem me resta.
Ninguém mais quer descobrir as pessoas. Parece ser muito esforço.
É preciso ser um enigma se você quer que te resolvam.
É preciso de mistério se você quer que te imaginem.

Sem mais.

- Dimitri Navarro.

1 comment:

hpaulista said...

Um post novo! Que bom!
Eu estava com saudade de te ler, e, claro, me emocionei mais uma vez ao fazê-lo.
abç