Monday, July 06, 2009

O teu refugio.

Uma vez tu me falou que só existiam três tipos de pessoas, e que nenhum destes tipos presta.

O primeiro tipo são os velhos que querem casar por medo, por serem velhos e fudidos e por não terem mais tempo para chupar picas no banheiro se quiserem ter uma companhia em seu leito de morte.

Eu não lembro do segundo tipo e não dou a mínima, mas tinha algo a ver com as pessoas que queriam ficar sozinhas porque se acham demais.

O outro tipo, são as bichinhas de roupinhas coladinhas que gostam de chupar picas no banheiro até que elas se transformem no primeiro tipo.

Pois bem meu caro.

Eu sou do quarto tipo. Eu sou do tipo que você acha que não existe. Eu sou papai Noel, ou Jesus cristo. Eu sou do tipo de gente que você quis acreditar e eu te mostrei isso. Eu sou do tipo de pessoa que queria cuidar de você, e só chupar o seu pau, e só beijar uma boca, e só te olhar nos olhos e só eu, SÓ EU, iria entender você, enquanto estivéssemos abraçados no colchão, vendo qualquer filme idiota. Eu te enrolando com a porra dos meus braços fortes e morrendo de inveja da sua barriga.

EU!

Eu talvez não seja humano. E eu não ligo a mínima.

Então sejam sinceros e falem a verdade. Eu sei o que eu fui desde o começo, eu sabia deste fim.

Eu fui a sua vingancinha, a sua rebeldia. Eu fui o seu refugio e isso me alivia. Fora o fato de que este é sempre o meu papel. Eu sou sempre aquele passo que alguém precisa tomar na vida até perceber o que realmente precisa fazer na vida. Eis a minha missão no mundo.

E não é ruim.

Eu tive o que eu queria por pouquíssimo tempo e serviu para saber o que eu mereço. Eu mereço algo muito bom e eu não vou me contentar com menos.

Pois então, eu estou pronto para o próximo round baby!

Punch me! Punch me right in my face!
You better kill me bitch!
I `m not going anywhere!

I`m back!

19 comments:

Matheus Macedo [мм] said...

Ler este post me lembrou de alguma música da Lily Allen ou da Katy Perry.

já escreveu músicas?

Paulo Braccini said...

perfect como sempre ... ser o que queremos ser e ter autenticidade para assumir ... superar todos os valores estabelecidos e firmar os nossos próprio valores ... algo inconcebível para a maioria das cucas pequenas ...

bjux

;-)

Gusta Fernandes said...

Bom, eu odeio quando também não acreditam que eu exista.

Quando eu gosto, eu gosto de verdade, e foda-se o mundo!
Acho todos merecem mais do que ser um simples refugio.

Tenho certeza que você também merece!!

Mas confesso não saber se estaria preparado para um 2º round com a mesma pessoa. Vacilou comigo: TÀ FORA! (acho que não vou mudar nunca)

Abraço!

Ps. no comentario no meu blog, foi uma critica ironica ou um elogio? (?)

Té mais.

Cain Sodom said...

Oh Deus, de que tipo eu sou? O sexto? Rs

Alan said...

Além de ótimo escritor, é um ótimo comentarista de velório no twitter... :B

#cacetenojoejackson!


Abs!

Omeninoquebebedetergente said...
This comment has been removed by the author.
Omeninoquebebedetergente said...

Querido papai Noel!!!

Durante muito tempo queria escrever essa carta e dizer o quanto vc é especil pra mim , as vezes me distraí por várias vezes em meu trabalho imaginando como o seria ... enfim... já te desejei por vários dias e fiz muitas cagadas a espera de vc!!!
Mas hoje o tempo se passou...e eu ainda fico te esperando nos outros na rua e até em lugares públicos!!! muitas novelas e fantasias ...e as cagadas também... aiaiaiai...
Ah sim! eu vim passar meu msn!! me distraí novamnte! eraldofontiny@hotmail.com
beijos

Natália Coelho said...

Eu acredito em Jesus Cristo, então você existe.
Se o texto fosse assinado por uma mulher eu não questionaria sua autenticidade.Mulheres têm esse jeito estressado e imperativo de dizer, mesmo. Adoro seu modo rasgado de escrever as coisas como se fossem gritos de alguém que precisa falar e sabe muito bem do que está falando.
Eu ainda estou em dúvida sobre que tipo eu sou, um dia eu descubro.
Ah, e assim como o Matheus disse aí em cima, tá muito a cara de Lilly Allen e Katy Perry mesmo.

Abraços

Râzi said...

Bom, não acho dificil vc ser esse tipo... afinal, eu também sou! E vou te dizer, naõ sei quem é essa pessoa pra quem escreveu isso, mas eta vidinha limitada essa criatura teve!!!

Acho que ele precisa mudar o publico alvo!

Beijão, querido! Adoro o que vc escreve!

Arsênico said...

entÓn... tb vou dizer::: Sou do 4° tipo tb quiridjo... mas tá bom... porque esses do 4° tipo nunca se encontram?... será que ficam reclusos dentro de alguma caverna no centro de alguma floresta virgem?... vai saber néah?...

Eu sofro com isso... e adoraria mesmo ser uma putona Loka Desvairada... Mas eu não sou assim... e to morrendo di medo de não ter ninguém ao meu lado pra segurar minha mão no leito de morte... e olha que não sou o 1° tipo...

***

umBeijo!

Atreyu said...

Eu sou do sexto tipo.
Sou ácido, doce, quente, frio...
Humorado, antipático!!!
A brincadeira não é ser mais coisas ao mesmo tempo, mas é ser eu


Sobre o primeiro comentário.
Sobre músicas lembrou mais as da Pink
As letras dela são assim

Gay Alpha said...

Então...
Welcome back, Mr Bruno!
E-mail recebido! Vou responder!
Hugz!

Tanta Coisa! said...

Ai... Ai.. belo! Mas hoje não era o dia dele para mim. Bj!

Daniel said...

eu ainda não sei quem eu sou, nem quem eu quero ser.

:(

beijo

Santos said...

Somos complexos demais pra caber nas prateleiras das mercearias! Gosto da minha parte "miserável", pois ela me mostra o quanto posso ser bom... hehehehe! Penso no amanhã priorizando o hoje, pois a única maneira de prever o futuro é criá-lo... Texto Esplêndido!

Abraços!

Marcel Hartmann said...

Lembra alguma música do novo cd dela.

Ronaldo Brito said...

Gostei do seu post!

Intenso e objetivo...

Queria ter tido coragem de falar isso pra uma ex minha, mas na verdade o tempo pra isso já passou. tô em outra. rs

Abração!

Na Casa Dele said...

Podemos se parceiros de blog?
Bjocas
A.

Na Casa Dele said...

Podemos se parceiros de blog?
Bjocas
A.