Thursday, May 07, 2009

In Box.

Já acordou com vontade de dar um tiro na cabeça e comer comida chinesa? Eu já. Eu não sei o que a comida chinesa tinha a ver, mas meu Deus como eu queria um frango xadrez! Então pedi comida chinesa para não dar um tiro na cabeça e depois do almoço eu fui pagar uma conta, afinal, você sempre tem que enfrentar uma fila quando quer dar um tiro na cabeça.
E como não tinha ninguém no caixa dos idosos, a mulher me deixou pagar uma conta lá. Daí uma louca que aparentemente não viu que não tinha nenhum velhinho, ou via velhinhos imaginários, resolveu dar um escândalo quanto a isso, afinal, as pessoas sempre dão escândalos quando a gente que dar um tiro na cabeça.
Então eu disse a ela que eu era o Benjamim Button e que estava envelhecendo ao contrario e que na verdade eu tinha 78 anos. Pela cara dela, ou ela não gostou do filme, ou do comentário. Acho que foi do comentário.
Andei pela rua e resolvi dar um berro. Um grito! Gritei mesmo, soltei o ar todo que estava dentro de mim, gritei até a porra da garganta doer e me senti mais leve. Só que tinha um milhão de otários me olhando depois do grito, resolvi simplesmente seguir em frente. Sempre tem gente te olhando estranho quando você quer dar um tiro na cabeça.
E você sempre vai se dar mal, e você nunca vai se encaixar e você simplesmente não vai pertencer a lugar nenhum do mundo. Só poderia ser pior se só existisse comida chinesa na china mesmo.
Homens adultos que usam o bonezinho para trás deveriam ter um insight: “Meu deus, eu estou usando o bonezinho para trás” e pronto! Eles nunca mais usariam o boné para trás e quem sabe isso te ajude de alguma maneira.
O problema é que nada mais me incomoda e nada mais me dói e ninguém mais me deixa louco. Meu ultimo amor transformou meu coração em um brigadeiro, e eu, obviamente, perguntei ao doutor se ele tinha aqueles granulados marrom-brigadeiro, normais, ou se os granulados eram daqueles coloridos.
Ele me disse que eram dos coloridos. Eu fiquei feliz. Eu prefiro os coloridos.
Nada mais me faz falta, só a falta que sentir falta me faz.
Nada mais me atinge, nada mais me estressa. Nada.... Parece que se eu gritar de novo vai ter eco... eco... eco... cu!
Caralho! Pensei em desistir de tudo e ajudar animais indefesos, até que um dia aparecesse no jornal "Otário generoso ajuda animais" e no subtitulo "ele ficou careca e gordo, desistiu de tudo e resolveu ajudar animais para não dar um tiro na cabeça"
Andei até ver uma bichinha sentada a ler uma revista. Entendem? Ela não estava lendo, ela estava “a ler”. Se sentava como uma princesa, os joelhinhos juntos, as pernas inclinadas para os lados, a revista segurada como um pergaminho antigo. Tão bonita em sua absoluta beleza. Tão bonita em um mundo em que ela deveria se sentar com os joelhinhos juntos. Eu queria viver num mundo onde se senta com os joelhinhos juntos. A gente senta aberto, arreganhado hoje em dia.
Resolvi que era hora de voltar pra casa.
Cigarros? Melhor não.... Meu coração virou um brigadeiro, mas ainda acho bom tomar cuidado. Afinal, os granulados são coloridos.
Voltei pra casa e dormi na esperança de acordar com vontade apenas de comer um hambúrguer.

22 comments:

Gabriela said...

"E você sempre vai se dar mal, e você nunca vai se encaixar e você simplesmente não vai pertencer a lugar nenhum do mundo." acho que somos dois sensíveis soltos nesse mundo então. ah e comer um hambúrguer seria mais simples mesmo.e q bom que o tiro na cabeça se foi,mesmo q a vontade não tenha passado.Isso q é precisar se distrair.Me identifiquei geral.

ps: vc faz terapia, yoga, análise,qq coisa?
um abraço carinhoso

Bruno said...

É eu faço terapia...

Gabriela said...

Deu pra notar,rs pelas tuas palavras.Eu tb faço...rs
Bjão

Gay Alpha said...

Gente... cada vez me surpreendo mais com teus textos!!! Mto show!!! Bobeia, logo logo é vc quem vai dar conselhos ao teu analista!!!
Achei seu comment bárbaro, man!!! Mto sincero. Bem vc mesmo!!! Graciliano é ótimo e te empresto o Quintana, que talz?!? Hehehe!!!
Hugzzz!!
Tava com saudades tuas lá no blog!

Rond said...

A terapia é o melhor remédio.
Com ela vc aprende a ser cara de pau e dar um de Benjamim Button!
hehehe
Abração!

Zephyr said...

ta inspirado hein?
os posts estão cada vez melhores !
aaahh e ela nao deve ter gostado do comentário pq é praticamente impossivel nao ter gostado do filme
;PP

Arsênico said...

Você consegue expor sua depressiÓn com lindas palavras...

***

Mauri Boffil said...

Uau, querido... cuidado com a depressão. Modo worried: on.

um cara legal... said...
This comment has been removed by the author.
um cara legal... said...

novo visú do teu blog tá ótimo...

Candy said...

Dar um tiro na cabeça... A morte é pacífica e tranquila, viver que é difícil. Mas por que desperdiçar essa aventura? Apelando um pouco pro humor: Poderíamos ter sido gfruto de simples masturbações. Estamos aqui! Sobrevivemos, ganhamos o direito de entrar nesse mundo.

Você é forte, dá pra perceber. Então... Eu sei que vai ficar tudo bem e pense: Brigadeiro engorda, mas é muito gostoso.

Cruela Cruel Veneno da Silva said...

adorei.

principalmente a parte da fila do banco.

eu queria viver em um mundo onde todo o mundo fosse mais gordo que eu... ai eu seria magra.

só assim mesmo

Cais da Língua said...

Li aqui nos comentários que vc faz terapia
Se fazer terapia deixa a pessoa escrevendo assim que nem vc
Vou começar a minha amanhã!
abraço

FOXX said...

texto perfeito

mas eu prefiro chinesa a hamburguer

Jason Waider said...

Brigaduuuu...
pela passadinha no meu blog....
To de volta.
Abraço e volta lá de novo... no blog hehehe.

vanessa lopes said...

Eu gosto quando vc grita na rua!
Eu gosto de vc na rua na verdade.
Melhor, eu gosto d vc de qqr jeito, em qqr forma, sorrindo, chorando cantando Cher!
Magicamente fabuloso!
amo xuxu!

Willian Lins said...

Esses dias acordei assim, mas isso passa, sempre passa.
Pra melhorar eu transo, me masturbo ou durmo. Sempre fuciona!

Alan said...

Esse tipo de sensação é muito comum comigo também... Mas, ultimamente, prefiro escrever. Comidas, tiros e gritos tem sido deixado de lado.

Ah, dizer que seus textos são perfeitos... Bem... Isso já um fato.

Abs!

Extase said...

Geralmente acordo com vontde de dar um tiro na cabeça, ai me afogo no jazz. Tomo copos de leite sem açucar, e respiro corretamente.

Te entenfdo

Cais da Língua said...

Oxente!
Suma não...

Gabriela said...

ei... meu blog agora é: www.construcaodepalavras.blogspot.com

Beijos

Alan said...

Onde está Bruno?