Sunday, August 05, 2007

Obsessão.

A perebinha nasceu quando um mosquito me mordeu.
Nem doeu,
Mas coçou, coçou, como coçou!
Coçou tanto que cortou!
Coçou tanto que inflamou!
Coloquei um remédio e ela ficou bonitinha.
Formou até uma casquinha!
Aquela casquinha bonitinha, durinha
Que vontade de cutucar!
Que vontade de arrancar!
Mexi até ela cair.
Bonitnha entre os meus dedos
Durinha a casca grossa de sangue coagulado.
Um brilhinho dourado.

Mexi, mexi até inflamar de novo,
E eu cuidar de novo
Formar casquinha de novo
E arrancar de novo
Até que eu percebi que era um circulo vicioso
E mandei tomar no cu!
Coloquei um band-aid em cima e fui cutucar outras coisas!

2 comments:

carolice said...

é o beesho da impaciência que nos morde e não deixa a pereba cicatrizar...
e aí, achou a garagem?
beijocas.

Léo said...

uahauahauahauaha

apropriado
e criativo